quinta-feira, 6 de novembro de 2008

PETRÔNIO NEGA ENTREVISTA A JORNAL



Na próxima sexta-feira, dia 07, o Sr. Petrônio Barradas completará três anos à frente do Esporte Clube Bahia. Mesmo sem ter motivos para comemoração, o jornalista Nelson Barros queria fazer uma entrevista com o presidente do clube para falar de sua gestão, mas sua realização não foi possível. A Assessoria de Imprensa do Bahia justificou a recusa de Barradas alegando que "o jornal passou o mandato inteiro denegrindo sua imagem, chegando a possuir um ódio gratuito dele."

O Grupo A TARDE não se espantou com a atitude do ex-militar, pois em meados de 2006, o mesmo chegou a enviar uma correspondência ao jornal cobrando a cabeça do repórter...

6 comentários:

Anônimo disse...

Na realidade o Sr.Petrônio ele sim passara p/história do ECBahia como o presidente que ajudou a denegrir(manchar,macular,desacreditar) a imagem do Clube em todo o país.Será lembrado como o presidente que herdou o clube na série C o manteve na série C e quando conseguiu a ascensão a série B levou consigo a mancha de um dos episódios mais triste da história do clube que foi a morte de 07 torcedores em pleno palco onde outrora só existia lembranças de euforia e conquistas.Entrevistar Petrônio pra quê?Esse Sr. é um individuo que tem que ser esquecido por toda Nação Tricolor.Quem de vcs que ouvir Sr.Petrônio falar?Quem de vcs acreditam em Sr.Petrônio?
Bom mesmo é ele ficar calado e sair de mansinho rezando p/que o ECBahia (infelizmente)fique na divisão que está ,já que ele é especialista nisso!!!

Anônimo disse...

É melhor fica calado mesmo. Na entrevista que deu no site Bahia Notícias só falou merda.

Bruno disse...

bem tipico desse cabeça de bagre!


mais se for pra falar as merda de sempre, não precisa da entrevista mesmo não...

SILVANO RIOS disse...

BASTA DE INCOMPETÊNCIA, CHAGA DE CORONELISMO NO BAHIA...CHEGA, NÃO TEM MAIS O QUE FALAR!
ESSA CORJA, ESSA QUADRILHA, ESSES FDP TEM QUE SUMIR PARA SEMPRE DO BAHIA.

SILVANO RIOS

Dalmo Carrera disse...

Três anos de atraso, dezenas de passos a trás, três anos aumentando a cerca que já existia entre o torcedor e o clube, três anos de derrotas, três anos exercendo o reinado de rei mono das humilhações, três anos se agigantando na incompetência, três anos dados aulas cursos, palestras e abrindo simbolicamente concursos de como destruir um clube em poucos anos. Três anos descendo a ladeira num festival de goleadas sem freios ou fim, três anos de desgaste, este são os três anos com sabor de infindáveis 30 anos do milico Petrônio Barradas no comando do Bahia

Maurício Guimarães disse...

Rapaz, vcs tão retados com Petronio, mas os culpados são muitos e maiores.
Este grupo carlista que reproduz a truculencia como paradigma de quem exerce o poder é o maior culpado pelo atraso do Bahia. Podemos dizer que o Bahia está na mesma, sendo que as crises e a segunda divisão ainda ficará para o proximo presidente como legado.