quarta-feira, 15 de abril de 2009

MARCELINHO CONCEDE ENTREVISTA



Marcelo Guimarães Filho concedeu uma entrevista ao site Bahia Notícias, de Samuel Celestino. Na conversa com o repórter Éder Ferrari, o Presidente do Bahia falou sobre o preço dos ingressos, Paulo Carneiro, eleições diretas e muito mais.

Para conferir, clique AQUI.


14 comentários:

Tricolor Revoltado disse...

FORA TIRULIPA JR MISERENTO E SANGUESSUGA!!!

DEVOLVA MEU BAHIA DE UMA VEZ, SEU PORRA!!!!!

Anônimo disse...

Devolva a minha felicidade que participar do blog Sempre Bahia!!!!.

Fora TRICOLOR REVOLTADO !!!. Só faz criticas cadê as soluções?.

Por este motivo eu tenho minha dúvida se você é realmente tricolor.

Saudações Tricolores!!!.

Umbora Bahêa !!!!!.

Paulo Sergio

Anônimo disse...

Com relação a entrevista de Marcelo, eu acho que realmente do jeito que ele pegou o Bahia tem que têr um planejamento de médio a longo prazo.

Concordo com ele em muitos pontos da entrevista, pois do jeito que as coisas estavam o grupo que esta a frente do Bahia já conseguiu grandes avanços.

Eu prefiro esperar pelo menos que ele e seu grupo faça o primeiro ano de gestão para fazer uma avaliação.

Com relação ao problema com boca grande e o empresário de jogador MM, por mim eles nem passam perto do fazendão, desses tipos de profissionais o Bahia não precisa, e quando precisou o resultado nós já conhecemos, é só analizar quem circulava livremente na gestão de Petrônio dentro do Bahia. Achei a pergunda do repórter "pau mandado".

Saudações tricolores !!!!.

Paulo Sérgio

Anônimo disse...

A entrevista de Marcelinho, foi muito boa.

Bem ponderada, e só poderemos julga-los ( aí entra o PC tb ), depois de 01 ano.

Assim como o trabalho de Gallo.

Estamos no caminho certo.

Att,

Claudio Ehl

Anônimo disse...

Estou cansado de falácias...há anos escuto as promessas de mudança do estatuto, das eleições diretas, da prestação de contas on line.

Estou cansado disso, realmente cansado...

Rui Carvalho disse...

Começou tudo de novo. Como se não bastasse setores importantes da imprensa baiana, estarem trabalhando exclusivamente para esvaziar as iniciativas do tricolor, agora Marcelinho começa a ter sérias dificuldades também com a SUDESB. Dessa vez sua habilidade política começa a claudicar e vai ficar cada vez mais difícil soerguer o Bahia. Pior, não dá para o simples cidadão ou torcedor sequer imaginar as fontes dos atuais problemas, o buraco pode ser tão mais fundo, quanto se possa imaginar, tem muitas forças poderosas nessas conspirações.
Marcelinho em recente entrevista já admite voltar à tese da construção de um estádio tricolor. A relação Esporte Clube Bahia x SUDESB começa a degringolar se já não era degringolada de vez. Em recentes entrevistas Bobô ventilou botar Clubes de menor expressão para jogar em pituaçú, tudo bem, se a medida visasse à hegemonia do futebol baiano, mas nada disso são visados, outros perrengues estão por debaixo dessa medida.
O co-irmão tem feito fortes gestões e obtido sucesso ao que parece, de forma que todas as iniciativas de marketing do tricolor parecem minadas. Dessa vez, num complô uníssono, vai o rubro-negro baiano patrocinar o Galícia emprestando jogadores para que os galegos joguem em pituaçu, dando assim o apoio necessário para que Bobo justifique a contratação das tais catracas, já que a partir da inserção do Galícia fica justificada um controle abrangente, não mais específico do Bahia, assim como outros espaços do estádio de pituaçú de forma que a opinião pública seja favorável à medida, isso agora, justificado pelos blá, blá, blá de que o estádio é do governo, coisa e tal viram e mexem, bambambã caixa de fósforos, miolo de pote, conversa fiada e tudo o mais...
Segundo Marcelo Guimarães Filho, em no máximo 90 dias a torcida tricolor terá novidade sobre o tema. O presidente do Bahia afirma que a meta principal do Bahia agora é ter seu espaço para que inclusive possa alavancar o Clube, coisa impossível se negado os espaços de marketing visionário em pituaçu, parece, começa o Bahia a abandonar o sonho acalentado nessa nova praça esportiva, mas de qualquer forma Marcelinho não jogou a toalha, pois ao falar do estádio não excluiu pituaçu ainda do desejo tricolor.

Vinícius disse...

Acho que é por ai. Acho que do jeito que o Bahia tava, não tinha condições de ganhar nem interbairros. No entanto, o time tem melhorado e existe um trabalho de estrutura sendo feito. Isso é muito importante.

Acho 3 meses e meio, e não 4 meses, como colocado, pouco tempo para mudar o time assim. Acho que Marcelinho já até conseguiu muita coisa. E confio nesse trabalho. Até porque não tenho outra alternativa.

Acho que só no fim do ano poderemos, de fato, julgar esse primeiro mandato da era Marcelinho no Bahia.

Anônimo disse...

A verdade é a seguinte acabou os tempos em que seu m m , que se achavam por alguns malucos da torcida do Bahia que ele seria o presidente , e ai ele ficou deslumbrado , com a chegada de PC e HO trazendo jogadores e botando pra jogar sem custo para o BASHIA o mm ficou sem jabá e se juntou ao bocão de merda. na itapoan .

Anônimo disse...

Anotem aí...
Continua tudo como dantes no quartel de abrantes...
e tem gente que ainda cai nesse lenga-lenga de politico!

Marcão Tricolor disse...

A entrevista de MGF deixou clara a ruptura entre o Bahia e bocao/MM. É evidente que as "bombas", "denuncias", e levantes orquestrados por estes srs, tem a única intenção de desestabilizar o ambiente do Bahia.

Como muito bem lembrou o Anônimo, no ano passado foi tentado por estes srs, a candidatura de MM, que por um brevíssimo momento conseguiu inclusive apoio de alguns torcedores.

Estes cidadãos se utilizam do poder da rádio que trabalham para poder inflamar os torcedores menos atentos, porque assim poderão novamente colocar em andamento o plano de assumirem o maior clube do nordeste!

Torcedores Tricolores não se iludam pelo que é transmitido por estes srs.

Tenham discernimento entre o que é passado por estes, e pelo que realmente vem sendo feito.

Lembram que foi bocao que idolatrava arturzinho?

Não temos um timaço como queremos, mas temos um time muito melhor do que o ano passado, e com certeza teremos uma boa equipe na série B.

Temos um técnico muito mais competente do que os que por aqui passaram na historia recente ( o ultimo bom treinador na minha opinião foi Vadão).

Temos um centro de treinamento se re-estruturando.

Temos uma divisão de base em construção novamente.

Temos agora um clube que não se vende por qualquer migalha de patrocinio.

Precisamos "fechar", como disse Mônica em outro post, com o Bahia! Mostrar ao governador, prefeito, sudesb, mídia impressa e escrita, a força do Bahia e de sua torcida!

Só assim poderemos galgar melhores horizontes.

Mônica disse...

Rui Carvalho, com certeza o buraco é mais embaixo, e forças contra o erguimento do gigante adormecido existem, e isso não vêm à publico, tem muuuuita coisa por trás.
Acredito no Marcelinho e no soerguimento do Bahia. Estou acompanhando diariamente tudo o que diz respeito ao meu clube e aqui já expus meu ponto de vista, e vou continuar a fazê-lo. Parabéns Marcelinho pela entrevista.

Mônica disse...

Marcão, belo comentário o seu! Concordo com tudo. É isso aí... em tão pouco tempo de gestão já percebemos mudanças, a começar por um presidente que sabe se posicionar diante dos problemas apresentados, e que joga aberto com o torcedor. O fato dele buscar apoio na oposição é muito positivo. O Bahia precisa de APOIO, de gente que quer o bem do clube, independente de qual corrente seja. Estou fechadíssima com com o Marcelinho. Bj.

Euclides Almeida disse...

Eu, que fui totalmente contrário ao continuísmo, reconheço que Marcelinho tem tudo para fazer uma grande gestão e que começou bem...

Sei também que é muito cedo para fazer cobrança de resultados, pois só tem 5 meses de mandato...

Agora, não posse deixar de criticar o NÃO CUMPRIMENTO DAS PROMESSAS como:
- prestação de contas a cada três meses;
- aprovação das eleições diretas até fevereiro/ 2009;
- cumprimento do estatuto que diz que as contas do ano anterior tem que ser aprovadas até 30 de março do outro ano... ou seja, as contas de 2008 já passaram do prazo de validade...
- registro no cartório e divulgação da lista dos conselheiros do clube, etc.

É isso que tem que ficar bem claro... tempo para fazer o trabalho é realmente necessário, mas ignorar o que foi prometido é inaceitável.

Anônimo disse...

Ratifico inteiramente a sua posição Euclides,até porque, o cumprimento dessas promessas seria perfeitamente possível mesmo nesses primeiros meses de gestão e só daria mais credibilidade a essa diretoria. Quem quer de fato mudar ,o faz ,e sinaliza essas mudanças sem mais delongas,e não estou falando de mudanças superficiais e/ou passageiras com times razoáveis e/ou fortuítos títulos. Há duas décads que só pensamos pequeno,precisamos de um clube com marca de vencedor e só conseguiremos isso com prementes intervenções estruturais e profundas , dentre elas a participação efetiva do associado na vida do clube,que representaria
além de receita,até aqui subestimada , cobranças legítimas sobre quem estivesse no poder.
Mônica