terça-feira, 18 de novembro de 2008

RACHA DENTRO DO BAHIA



A eterna disputa entre os ex-presidentes Paulo Maracajá e Marcelo Guimarães pode ter sido acirrada com o indicativo da candidatura do Deputado Federal Marcelo Guimarães Filho, na noite de ontem.

Segundo o setorista Márcio Martins, aconteceu uma reunião na semana passada para definir o nome do candidato da situação sem a participação do Sr. Paulo Maracajá, que foi pego de surpresa com definição do nome de Marcelinho para disputar a presidência do Bahia.
O próprio Paulo Maracajá, em entrevista à Rádio Itapoan FM, confirmou não ter sido convidado para a tal reunião e afirmou, em tom de ultimato, que ainda não tem nada definido e que só se pronunciará no momento certo...
As especulações dão conta de que houve traíção e que um racha pode mudar os rumos das eleições do clube... é aguardar pra ver...

9 comentários:

Diogo Barreto disse...

isso eh tudo mafia por traz são todos farinha do mesmo saco!!

Anônimo disse...

eu quero é que briguem mesmo. O mal por si só se destrói.

Anônimo disse...

nao acredito nisso pra mim e armaçao.

LÉO disse...

ARRMAAAAAAÇÇÇÇÃÃÃÃÃOOOOOO!!!!!!!
TUDO ORQUESTRADO!

silvano rios disse...

Caros Tricolores,

Tudo que vinher desses CANALHAS, desconfíem, tá na cara que é uma puta armação!

Silvano Rios.

Anônimo disse...

Será???????
Maracajá estava puto ontem na rádio.

Pedro Cordier disse...

Tb não acredito em nada que parta desse grupo...

Pode ser um racha? Pode!! Pois Maracajá tá com o dele na reta, lá no Tribunal e, sendo assim, já teria aceitado sair com um candidato de consenso e foi pego de surpresa...

Pode ser um golpe? Pode!! Maracajá está tentando sair de vítima pois, mesmo continuando a mandar no clube, conseguiria tirar o dele da reta no Tribunal, já que ele "teria sido traído"...

Façam suas apostas...

berg disse...

O mais importante é não perder o foco nas eleições diretas conforme acordo firmado com as "Organizadas",que mesmo não representando a maior parte da Nação tricolor, é o que nos resta como garantia que o próximo mandato seja ele da oposição ou situação terá quer fazer melhor que os atuais "coveiros"pois senão serão expurgados definitivamente em 2011 do convívio tricolor pelos seus sócios torcedores.

Anônimo disse...

Nenhum dos dois vai ser presidente!