sexta-feira, 10 de outubro de 2008

Dirigentes ignoram pedido de 36 sócios!



INACREDITÁVEL!

INACEITÁVEL!

Todos precisam acordar e exigir que os dirigentes tricolores tenham mais respeito com sua torcida e com os seus SÓCIOS.

O Grupo Revolução Tricolor (composto por sócios do clube) sentiu na pele o descaso e o desrespeito do homens que dirigem o Esporte Clube Bahia. Cinco membros do Grupo foram ao Fazendão cobrar a lista de sócios e conselheiros do clube, solicitada desde o dia 22 de setembro. Para espanto geral, os sócios foram impedidos de entrar no Fazendão e ainda tiveram a notícia de que a PETIÇÃO, com a assinatura de 36 sócios, sequer chegou às mãos do presidente do clube...

Vejam mais detalhes desse lamentável episódio no site da Revolução Tricolor, clicando aqui.
E ainda, o Jornal A TARDE também noticiou o fato. Veja, clique aqui.

11 comentários:

silvano rios disse...

Não vamos deixar de lutar, estou pirado com tanta sacanagem, assinei essa lista e percebo que temos que mobilizar geral, acionar toda nação tricolor! CHEGA!!!
A pressão está aumentando, eles estão sentindo, vamos intensificar mais ações.

Silvano Rios.

Dalmo Carrera disse...

Não se iluda, não vi, não sei e ninguém me contou, mas acredito que essa petição logo após ser recebida foi jogada numa gaveta qualquer, acompanhada de um sorriso irônico bem característico dos cínicos dirigentes do Bahia. É aquela velha história batida e cansada: Eles consideram os torcedores do Bahia como uma espécie de intrusos e que querem se meter no que eles reputam como deles.

Anônimo disse...

MAS O BAHIA NÃO É DELES. O Bahia é dos seus SÓCIOS, é de sua TORCIDA, é um patrimônio Público. Isso não pode ficar assim!
Ainda bem que a imprensa noticiou, pelo menos A TARDE e o CORREIO.

osnaldo disse...

Já que estamos praticamente garantidos na série B do ano que vem, vamos protestar esvaziando o jogo contra o Corinthians. Pagar R$ 30,00 para ver um time como esse que temos é inaceitável. É isso que essa diretoria quer! É um desrespeito absurdo com o seu torcedor.

Junior disse...

Eu nunca vi tanta falta de respeito, tratam a gente como se fossemos idiotas, aliás estou achando que eles tem razão, pois não fazemos nada mesmo.

Taís Martorelli disse...

Que absurdo!

Maurício Guimarães disse...

Meus caros Euclides e Pedro, este grau de alienação é que mantém os donos do Bahia lá, sem saberem de nada. Só importa no Fazendão e só entra lá quem quer quebrar tudo ou quem está em conluio com os mandriôes do ocaso tricolor. A alienação do torcedor é o "lucro" deles, como de políticos que ganham com a ignorância do povo.

Anônimo disse...

EXIJO RESPEITO, SOU SÓCIO E QUERO EXERCER O MEU DIREITO DE ENTRAR NO CLUBE!

Gun disse...

Não vai ter mudança nenhuma! Deixem de ilusão!

Anônimo disse...

Grupo de torcedores é barrado na portaria do CT
10/10/2008 - 01h24

Equipe ecbahia.com.br

Salvador - De Daniel Dórea, no jornal A Tarde desta sexta-feira:

"Armados" apenas com papéis, cinco integrantes do grupo de torcedores Revolução Tricolor foram ao Fazendão, ontem, com a intenção de tomar conhecimento da lista de sócios e de conselheiros do Bahia.

Visita menos pacífica não poderia existir, mas eles acabaram sendo barrados na portaria. Apenas o diretor Leandro Fernandes pôde entrar e falar com Marcus Souza, vice-presidente Administrativo do clube.

"Ele disse que o restante não entrou por causa daquela invasão da Terror Tricolor. Agora, torcedores e sócios não podem mais assistir aos treinos, só conselheiros. Mas Binha entra e ainda traz gente", reclamou.

A ação de ontem da Revolução Tricolor acabou não tendo utilidade nenhuma, já que o Bahia não disponibilizou a tal lista que o grupo queria. "Nós fizemos o requerimento há algum tempo, mas Marcus Souza disse que ele não pode entregar, e Petrônio e Ruy Accioly não tiveram acesso ao nosso pedido", disse Leandro, que achou muito esquisita esta posição. "Essa informação não poderia ser sonegada".

O objetivo principal dos torcedores é fazer uma associação em massa e regulamentar o acordo que a diretoria fez com a Bamor, que prevê eleições diretas para 2011.

Eles acreditam que, "mesmo com o Conselho viciado", é possível que o novo estatuto seja aprovado. Porém, para isso, é necessário que uma assembléia seja marcada. A Revolução Tricolor tem se reunido com freqüência e conta, hoje, com 48 sócios.

Anônimo disse...

Sócio do bahia é zero à esquerda. O nosso Vitorinha da A tem prestígio com dirigentes. HAAAAAAAA! Wagner.