quinta-feira, 11 de setembro de 2008

OBRAS DE PITUAÇU PODEM PARAR


A torcida tricolor tem mais um motivo para ficar apreensiva: a reforma e a ampliação do Estádio de Pituaçu podem ser paralisadas a qualquer momento. Existe uma ação civil pública que está em trâmite na justiça solicitando o embargo das obras. A ação foi solicitada em março pelas promotoras Rita Tourinho e Heliete Viana que apontam irregularidades, pois não houve licitação para a execução das mesmas.
O Governo Estadual alegou caráter emergencial para justificar a ausência de licitação, o que é contestado pelas promotoras: "obras emergenciais são compreendidas em casos que envolvem saúde, segurança e educação, mas que, para entretenimento, a emergência não é justificada".
A decisão está nas mãos do Juiz Carlos D´Ávila, da 13ª Vara da Justiça Federal.

9 comentários:

Anônimo disse...

Aí tem dedo de alguem do vice.

Anônimo disse...

Quem disse que não é obra emergencial porque não é obra da área de saúde? Muita gente morre de emoção pelo Bahia, então é um caso de saúde.

AUGUSTO (fbdc ) disse...

É impressionante como as coisas acontecem nesse país dessa maneira, pq essa situação n foi abordada mais cedo? Me parece uma retaliação ao nosso tricolor por n ter aceitado o acordo com o vice.
é uma vergonha, há quanto tempo pituaçu entrou em obra, mas só agora o MP observou essa situação. Considero uma obra emergencial, devido a falta de segurança q a Fonte nos oferecia, vitimando nossos amigos tricolores.Na minha opinião o MP têm outras prioridades além de encher o saco do E.C.BAHIA e os torcedores tricolores.Vergonha , tudo direcionado para interesses individuais prejudicando e muito mais uma vez o Bahia q coitado já n anda bem das pernas, imagine sem a torcida do lado p apoiar? Rezar meu amigos tricolores para q tudo der certo.SEMPRE BAHIA

Euclides Almeida disse...

Augusto,

Na verdade, o MP entrou com a ação em março, logo que começou a obra de Pituaçu... mas, como tudo aqui anda lento demais...
De qualquer maneira, entendo que é uma obra de interesse público e que vai atender à uma grande parte da população. Além do que Esporte é saúde, é educação, etc...

Valeu por mais uma excelente participação!

Abraço

Anônimo disse...

O juiz da causa é Ricardo Davila - 5 vara da Fazenda Pública. E não o Juiz D´avila da Justiça Federal.

Anônimo disse...

O juiz da causa é Ricardo Davila - 5 vara da Fazenda Pública. E não o Juiz D´avila da Justiça Federal.

Euclides Almeida disse...

Caro Anônimo,
A informação do nome do juiz e a vara da justiça foi extraída do jornal Correio da Bahia...
De qualquer maneira, se puder me informar melhor dizendo qual a fonte de sua informação, lhe agradeço.

Euclides Almeida disse...

A mesma informação também está no site Bahia Notícias de Samuel Celestino...

Anônimo disse...

Gente! Se acalmem, a ação já corre desde março. agora a liminar é inocua e não mais será despachada desde que não atinge mais o objetvo que é fazer licitação. Vcs já viram se fazer licitação de obra pronta, pois é, o embargo não pode mais ser aplicado, quando muito pode levar o governo as barbas da Lei e ter as contas do Estado rejeitada neste quesito, mas aí já é outra história.
Se acalmem.