quarta-feira, 23 de julho de 2008

BAHIA NÃO CONSEGUE VENCER EM FEIRA



O Bahia, para desespero de sua torcida, empatou em "casa" pela quarta vez na competição e comprovou que não está se dando bem em Feira de Santana. O retrospecto no estádio Jóia da Princesa é muito ruim, em seis partidas, o tricolor venceu apenas uma e já conheceu o gosto amargo da derrota uma vez.


Foto: Eduardo Martins - A TARDE

O time fez uma boa apresentação no 1º tempo, mas como de costume, caiu assustadoramente de rendimento na 2ª etapa, principalmente após a expulsão de Ávne, ocorrida aos 28 minutos. A partir daí, o tricolor chegou a levar muito sufoco e correu sério risco de sair de Feira de Santana com uma derrota.

Apesar do incentivo de quase 6 mil pagantes (acreditem, foi o nosso recorde!!!!) o Esquadrão de Aço não conseguiu o triunfo necessário para começar a se aproximar da zona dos times que sobem para à Série A. O Bahia continua na zona intermediária, em 10º lugar e a torcida, a cada dia que passa, fica menos esperançosa...

FICHA TÉCNICA DA PARTIDA
BAHIA 1 x 1 SÃO CAETANO

Estádio: Jóia da Princesa (Feira de Santana/ BA)
Data: 22/07/2008

GOLS
Bahia: Elias São Caetano: Gérson

ESCALAÇÕES
Bahia

Darci; Marcone (Adilson), Alison, Rogério e Ávine;
Fausto, Emerson Cris (Cléber Carioca), Rafael e Elias;
Jones (Paulo Roberto) e Marcelo Ramos. Técnico: Arturzinho.

São Caetano
Júlio César; Júlio (Dedê), Lino, Leonardo e Andrezinho;
Tobi, Glaydson (Tatu), Hernane e Gerson (Galiardo);
Vandinho e Finazzi. Técnico: Guilherme Macuglia.

Árbitro: Washington José Alves de Souza (AM)
Cartão vermelho: Ávine
Público: 5.589 pagantes Renda: R$57.690,00
CAMPEONATO BRASILEIRO DA SÉRIE B

2 comentários:

tricolor retado disse...

A gente não pode ficar se iludindo com esse time. É muito ruim.

Anônimo disse...

Que o ECBahia possui um time tecnicamente limitado todos nós torcedores sabemos ,o que não podemos admitir é que um profissional com uma larga experiência no futebol(como jogador e treinador) não consiga se fazer entender por parte dos seus subordinados ,o time do ECbahia tem o comportamento confuso do seu treinador.
Este Sr.tenta de todas as maneiras ensinar a jogadores profissionais ,que recebem para executar determinadas funções por supostamente terem habilidades para isso,durante todo o jogo de que forma conduzir a bola,fazer passes e chutar com seus gritos histérico. Ora não é para isso que existe o coletivo(ensaio)antes das partidas?
Acho que o ECbahia precisa no momento de um treinador de reconhecida capacidade profissional acostumado a pressões,que saiba montar um grupo e que tenha gabarito para segurar as pressões sofridas por qualquer treinador de um clube de massa ou seja um treinador de primeira.
Após assistir os dois últimos jogos do ECbahia cheguei a conclusão que o elenco tem como maior qualidade a raça e a vontade de fazer bem feito só falta alguem capacitado para tirar proveito disso e forma um grupo com esquema,funções e objetivo definido nos próximos jogos ECbahia.

Dá pra subir sim!!!!