segunda-feira, 4 de maio de 2009

A DECADÊNCIA



Amigos Tricolores,

A Nação Tricolor perdeu mais um título baiano para seu maior rival e essa rotina de fracassos já está ficando INSUPORTÁVEL!!!!! E não estamos falando isso apenas agora, no momento da derrota, sempre alertamos a todos que mudanças profundas precisam ser implementadas com URGÊNCIA...

O nosso glorioso Esporte Clube Bahia, que tem como slogan "Nasceu para Vencer", vem sofrendo um forte processo de declínio no cenário do futebol brasileiro e até do futebol baiano. Incomodado há muito tempo com essa situação, o SEMPRE BAHIA publicou em 10 de julho de 2008, uma matéria demonstrando com números, o processo de DECADÊNCIA DO ESPORTE CLUBE BAHIA.


Após perder mais um título baiano, reprisamos esse post com a sua devida (e infeliz) atualização...

HEGEMONIA ESTADUAL
O Esporte Clube Bahia já nasceu vencedor. Em 1931, ano de sua fundação, conquistou logo de cara o Torneio Início e o Campeonato Baiano. Na década de 30 totalizou 5 títulos estaduais em apenas 9 anos de existência. Nos anos seguintes continuou arrasando seus adversários, chegando a conquistar 9 títulos na década de 70. Conforme podemos verificar, no quadro abaixo, a pior década da história do tricolor é a de 2000 a 2009, onde só foi ganho 1 título baiano... mais uma mancha negra na linda história do Esquadrão de Aço.



Acompanhe o gráfico que demonstra a ascensão do Vice e a estagnação do tricolor...



Os números da tabela e o gráfico nos mostram como a proporção de títulos entre Bahia e Vitória tem diminuido assustadoramente. Na década de 30, o Bahia terminou com mais do que o dobro do número de títulos baianos do seu maior rival. Nos anos 40, o tricolor já tinha mais do que cinco vezes o número de conquistas estaduais do rubro-negro. Mais uma vez, a década atual bate o recorde do fracasso: a diferença hoje é a menor de toda a história, o Vitória conseguiu passar da metade dos títulos estaduais do Bahia.



A diferença ainda é muito grande, não restam dúvidas. Porém, o que está em questão é a queda vertiginosa (levando o Tricolor de Aço a sofrer um processo de Ypiranguização) e a ausência de posições firmes no sentido de reverter esse quadro. O "novo" presidente ainda não cumpriu nenhuma de suas promessas relativas à democrtização do clube e, com isso, tem atrasado ainda mais a ajuda a e a participação da imensa Nação Tricolor...

24 comentários:

Cássio Nascimento (KCT) disse...

Números tem que ser bem interpretados, e este post está nota 10. parabéns!

Reparem como estamos com aquele costume de time pequeno... time grande vence, e não quase ganha!

Hoje estamos por baixo, e se algo não for feito logo, a coisa vai ficar feia. Hoje os vices comemoram bastante, pois é só isso que eles podem ganhar. O Bahia, com a torcida que tem e seu potencial, pode sim, voltar a ser grande.

Estou puto. Não retiro nada do que disse, e não retiraria se tivéssemos ganhado: A partir dos anos 90 somos a segunda força da Bahia e isso não podemos aceitar calados.

Delson Alcantara disse...

Agora sim, ótimo trabalho de pesquisa e críticas construtivas. Enquanto não houver democratização o Bahia não saira do limbo e do ostracismo do futebol nacional. Vejam o exemplo do Internacional, que hoje é apontao como o melhor time do Brasil, há alguns anos estava sempre beirando o rebaichamento. Não adianta querer que a torcida pague a conta e não dar voz a essa massa( me refiro ao voto direto para presidente).
Meu Deus o que fazer para tirar esses porcos do meu Bahia? Nem o Ministério Público( que é uma instituição independente) tem força para isso, o Bahia ja é o novo Ypiranga.

Anônimo disse...

Euclides,

Belo trabalho, isso mostra a nossa decadência administrativa e politica. Enquanto eramos fortes fora de campo os títulos vinham naturalmente, hoje, e espero, pois foi um item da sua campanha para presidência do Bahia que Marcelinho cumpra com as suas promessas.

Agora nós temos que fazer a nossa parte, principalmente associando ao clube, pois é lá que as decisões políticas são tomadas, e a grande massa torcedora do Bahia não está nem aí para isso, só pensa no time dentro de campo.

Eu sempre defendi com as pessoas que eu converso sobre o Bahia que o BAHIA SÓ SERÁ FORTE QUANDO ELE FOR FORTE COMO ENTIDADE!, com uma diretoria, associado e uma oposição responsável.

Precisamos mudar este quadro urgente, e não ficar se lamentando quando perdemos um título.

Acho que o Sempre Bahia pode e deve ser um veículo de conciêntização dos torcedores tricolores.

Democracia Já !.

Paulo Sérgio

Valdir disse...

Todo mundo agora concorda comigo, mas ontem estavam me chamando de torcedor do vice e de pessimista.

Sou realista. O Bahia hoje é a segunda força do estado. Perdeu a hegemonia há muito tempo. E o que vejo hoje são os poucos torcedores jovens se contentarem em "golear o Vitória da Conquista e ficar com o vice-campeonato jogando como homens" (2008), "jogar uma bela partida e ser eliminado ainda na segunda fase da Copa do Brasil" (2009) e - PIOR DE TODAS - "ter visto os vices com medo do susto que pregamos neles por termos ficado vinte minutos com dois gols de diferença" (Ontem).

Uma coisa é fato e ninguém pode negar: o que eu posso me orgulhar de ter visto quando jovem (viradas ou empates que valeram títulos), hoje quem assiste e vibra são os torcedores do vice. Estamos relegados a nos contentar com pouco. Desse jeito, o único caminho que enxergo é a paulatina e lenta EXTINÇÃO do nosso outrora glorioso tricolor de aço.

Bitencourt disse...

Não tem outro jeito, não adianta se esperniar na tentativa de ascensão do clube, a não ser através da abertura do quadro social. Só a democratização nos salva...assim sempre será canalizada para o melhor gestor escolhido pelo sócio(verdadeiro cabeça pensante).

É o voto direto que vai garanti o nosso futuro.

Anônimo disse...

Bravo,

até que enfim uma coisa séria.

agora ,c como vocês dizem: puro humor.

o ditado de Obama ficaria assim:

YES! UUI, CANO?


E O FUMO ENTROU.............

Anônimo disse...

Já que todos concordamos com Valdir (como eu escreveu), eu gostaria de saber dele se ele é sócio do clube?. Por que para mudar e reclamar de alguma coisa no mínimo tem que ter voto e voz, voz não de arquibancada mas sim de voto. Voto em um conselho forte e atuante, voto nas assembléias do clube para mudar o estatuto e tornar o clube democrático.

Precisamos não fazer parte de grupo politico clubista nenhum, precisamos sim ter autonômia nas decisões do clube.

Assim o Sr. Valdir é que veremos um Bahia forte, e não o que acontece hoje que meio pingados de sócios é que tem direito ao voto, e na sua grande maioria está apoiando estes grupos que aí se encontra no poder do clube.

MUDANÇAS DE ATITUDES JÁ!.

É muito fácil ficar nos blogs e chats da vida reclamando, reclamando e não fazendo nada para mudar, e depois que a vaca para o brejo manda o recado "viu o que eu disse!" ou "agora todo mundo está me dando razão!".

Desculpe pela minha opinião, não é nada pessoal Valdir, eu só peguei uma deixa sua, é uma critica geral a todos que acham que título só se ganha no campo. O título começa a ser ganho fora de campo.

Precisamos URGENTE ser forte fora do estádio, pois só assim seremos respeitados por todos os seguimentos do mundo do futebol.

Saudações tricolores,

Paulo Sérgio

Anônimo disse...

Meu caro Paulo Sérigo,

Quem compra ingresso e vai ao estádio não tem direito de chiar ou reclamar? Só tem este direito que quer ser politico ou politiqueiro?
Onde está esta democracia que vocês tanto pregam?
Achoque V.Sª. comete um grande equívoco, além de um grande desrespeito. Até porque muitos dostorcedores, que todos falam que é povaão, não tem dinheiro em para o ingresso. Na sua ótica tods ests serão apenas massa de manobra.

Carlos Neves

Bernardo Sotero Cortizo disse...

O caminho na minha opinião, esta mudando, não no ritmo necessário, mas que é visível a mudança do Bahia isso é.
Acho que o Bahia esse ano não foi campeão por causa de detalhes e de pouco tempo de planejamento em um clube a beira da falência, contudo o Bahia não pode se tornar um time vencedor para ser um clube vencedor (com sócios em grande numero, democrático, transparente, bem gerido e profissional)o Bahia tem que se tornar um clube vencedor para que isso sirva alavanca para o time, nunca seremos um time forte se o clube for fraco, só voltaremos a ser um time grande quando formos um clube grande.
TEMOS QUE CONTINUAR APOIANDO, MAS SEM PERDER O FOCO NAS COBRANÇAS PELAS MUDANÇAS ESTRUTURAIS E POLÍTICAS DO CLUBE!!

E antes que alguem me diga que estou contente por ter quase ganho o campeonato, muito pelo contrario, estou puto.
Agora uma coisa é só participar do campeonato, outra é perde-lo no ultimo jogo com o juiz prejudicando e jogando com raça, continuo PUTO, mas com certeza menos puto do que no ano em que o Bahia nem ia pra final!!

O horizonte começa a clarear, resta a nos torcedores continuarmos apoiando e cobrando!!

BBMP!!!
Sábado encontro marcado em PITUAÇO!!!

Anônimo disse...

Euclides amigo joguei a toalha,não quero ficar vendo meu filho chorar, pois não conseguimos tirar MG,MGF,PC,PB,RA e companhia,só acontecendo alguma coisa com esses caras.Não gasto mais nenhum centavo com essa corja.
Roberto

Anônimo disse...

Paulo Sergio, perfeita sua colocação!

""...é uma critica geral a todos que acham que título só se ganha no campo. O título começa a ser ganho fora de campo. "".


Marcelinho não pode deixar de cumprir suas promessas mais profundas: Eleições Diretas e prestação de conta online.


Enfim...vamos tentar subir este ano. Vou aproveitar este blog para avisar que o contrato de DINELSON está no final e o Curitiba não quer renovar para o segundo semestre devido ao excesso de contusões. O Paraná clube está de olho nele. Pode ser uma boa para o Bahia?

Euclides Almeida disse...

Gente, não adianta ficar discutindo o sexo dos anjos ou se nasceu primeiro o ovo ou a galinha...

Essa história de primeiro fazer um time bom para depois alavancar a associação em massa ou primeiro democratizar o clube para depois termos um time bom... NADA DISSO!

Tem que ir fazendo tudo que for possível simultaneamente... vai abrindo o clube, democratizando-o e vai tentando contratar melhor, se organizar mais... e as coisas vão melhorando.

Quem não se associou ainda esperando a aprovação das eleições diretas está vacilando...talvez deva ser ao contrário: vamos nos associar para ter força e impor as eleições diretas até contra a vontade do presidente, pois a Assembléia é soberana!!!

Anônimo disse...

um trabalho a longo prazo é assim msm o resultado não aparece de uma hora para outra.
O Avaí ano passado contratou Silas para ser técnico, o time não foi campeão estadual, não foi bem na Copa do Brasil... ficou aquela desconfiaça o time sem ganhar a mto tempo um estadual, e mto tempo na série B, mas o Avaí subiu para série A até com uma certa facilidade, com uma folha salarial de 370 mil reais e esse ano ganhou o catarinense e vai disputar a série A.
Claro q nós estamos com raiva, perdemos de novo, mas ainda tem tempo de reverter essa situação e subir para 1ª divisão, com garra, vontade, transparência da diretoria e mais qualidade técnica no elenco que tem alguns jogadores de qualidades, mas falta boas peças de reposição.

Anônimo disse...

PARABÉNS PELO TEXTO, VCS PELO MENOS PROCURAM ALERTAR O TORCEDOR DA VERDADEIRA REALIDADE DO CLUBE DE VCS, Q JÁ FOI FORTE UMA DIA E HJ Ñ CONSEGUE MAIS TER AQUELA MÍSTICA DE OUTRORA, ALÉM DISSO ISSO DEMONSTRA Q A PAIXÃO SOZINHA Ñ GANHA JOGO,ELA DEVE ESTAR ALIADA A UM MAIOR ESFORÇO DA DIRETORIA, PARA Q O CLUBE SEJA SUSTENTADO POR ELA, POIS O ATLÉTICO-PR, TIME Q ERA INFERIOR AO DE VCS, HJ TEM UM PROJETO DE SÓCIO TORCEDOR, Q JÁ TEM MAIS DE 21 MIL SÓCIOS NA ARENA Q PAGAM 37,50 REAIS POR MÊS,EM MÉDIA O DÁ MAIS DE 7 MILHÕES DE REAIS POR ANO, FORA O Q OS SÓCIOS COMPRAM DE PRODUTOS LICENCIADOS DO CLUBE, ENTÃO VCS TEM Q SE MOBILIZAR E FORTALECER O TIME DE VCS EM TODOS OS ASPECTOS, AO COMEÇAR POR UM DIRETOR DE FUTEBOL GENUNIAMENTE TRICOLOR, POIS JS É AMADOR, MAS PELO MENOS ELE TEM SANGUE RUBRO-NEGRO,E DAÍ DEVE SE FAZER UMA CAMPANHA DE MOBILIZAÇÃO, SEM OBA-OBA DE MUITOS DE VCS, POIS CONEHÇO ALGUNS Q SÃO INTELIGENTES E COERENTES, POIS NENHUM TORCEDOR É CONSCIENTE,MAS PODE SER SIM COERENTE E Q VCS APRENDAM UM DIA COM OS ERROS

Anônimo disse...

Meu caro Carlos Neves,

Eu em momento algum tentei dizer que o cube tem que ser eletizado, muito pelo contrário, eu defendo para os que não podem pagar por um título patrimônial o associado contribuinte com valôres menores dando a oportunidade de uma maior participação dentro da vida do clube. Olhe o exemplo do Internacional de Porto Alegre, você acha que o preço pago pelo torcedor é o mesmo que um sócio patrimônial do clube. Não. Eles criaram uma alternativa, e depois desta abertura dentro clube, o Inter é um dos clubes mais organizados do futebol brasileiro.

Agora, eu tenho certeza que torcedor de arquibancada é igual a siri na lata só faz zuada e mais nada. Lembra da passeata dos 50.000pessoas que nós torcedores do Bahia fizemos no centro da cidade, pois é, não adiantou em nada, pois o Sr. Petrônio continuo no cargo até o fim, quase deixando o nosso clube falido, e nesta situação que todos nós sabemos, que esta diretoria achou e está tentando resolver.

Necessitamos ter voz e força dentro do clube, e o caminho é associarmos e cobrar dentro do clube mudanças já. O resto é papo de botiquim.

Saudações tricolores,

Paulo Sérgio

natamaster disse...

Nadar é comigo. Agora morrer na praia ? huuummmmmmmmmmmmmm
Que tecnico é esse meu irmão.
Quem é Cadu ?.
Quando a modificação foi feita passou em minha cabeça de peixe. Esse cara já não foi embora ? Tem coisa ai.
Não sou de reclamar de arbitragem, pois todo mundo erra, mais ontem foi demais. O gol foi falta, o penalti foi empedimento e ele tinha que expulsar Neto baiano falta dura por tras e o camisa tres que ja tinha amarelo em outra falta desonesta.
Por fim adeus o baiano agora vamos para o brasileiro. E quem pensava no incio do ano que seriamos campeão do baiano e da Copa Brasil.
Quer ver como ficou a copa nordeste de natação acesse www.natamaster.blogspot.com ai voce não morre na praia.

Anônimo disse...

Meu caro Paulo Sérgio,

a maioria dos torcedores não que saber de politica ou politicagem de clube nenhum. É simples. a maioria do torcedor quer simplesmente torcer, fazer festa, brincar e curtir a paixão de uma outra forma. a maioria não quer fazer do futebol uma forma de viver.
Você não tem o direito de trucidar estes torcedores.

Euclides,
Vejo neste blog vários participantes falando mal de Marcio Martins.
Ele fez um comentario muito lucido sobre seu texto, inclusive citando seu nome, hoje a noite.

Todos aqui deviam ter um certo diceernimento sobre o que discutir.

tá uma mistureba danada. um quer falar de politica e mistura com futebol.

o bom é falar de futebol. acho que essa discussão sobre politica no clube deveria ser discutida em outro patamar, num outro departamento, em reuniões, etc.
aqui só afasta leitores, até porque ninguem vai ouvir nada quando se chega a certo nivel.

carlos neves

Marcão Tricolor disse...

Parabéns Euclides! Muito bom levantamento.

Bernardo seu comentário foi perfeito. Temos que apoiar o time, cobrando as mudanças necessárias, mas enxergando a realidade dos fatos.

No início do ano tínhamos 01 (um) jogador (Alison). Os outros, no máximo dariam razoáveis reservas (como aliás ficou provado).

Hoje temos um time base (que precisa ser MUITO reforçado), mas já um time para começar o campeonato.

As pessoas precisam diferenciar comportamentos CONFORMISTAS de comportamentos REALISTAS.

É conformismo você aceitar que seu time não consiga o título baiano, enfrentando um clube que vem com a base de pelo menos dois anos, saudável financeiramente, saudável administrativamente, com um bom elenco, estádio próprio, e com todo o respaldo da mídia? Acho que não. É realismo.

O Bahia tenta renascer como clube e como time. Em 04 meses a diretoria adotou uma posição que vem aborrecendo setores da imprensa, que utilizando do sensacionalismo vem prejudicando o Bahia em TUDO que pode (inflamando torcida, disparando boatos, incitando o TJD etc.)

O governo da Bahia, que dava clara demonstração de apoio ao time e à torcida, simplesmente obstacularizou (em parceria com a prefeitura) o funcionamento de PituAço enquanto pôde.

Um clube sem crédito para contratar. Sem campo pra treinar. Sem alojamento pra receber os atletas. Com uma sala de musculação completamente enferrujada... esse era o Bahia.

Esse Bahia tinha condições de ganhar o campeonato baiano? TINHA! Por incrível que pareça! Esse time montado às pressas, em cima da perna, como se diz, encarou o vitoria nos seus domínios, e foi pra cima. Poderia ter feito 3 a zero e hoje sermos campeões!!!

Mas o destino não quis assim. Quis premiar uma melhor estrutura do rival. Quis fazer com que o juiz não observasse um impedimento claro, e utilizasse dois pesos e duas medidas para a expulsão do jogador do Bahia...

Isso é conformismo? NÃO! Isso é realismo!

Agora, por sermos realistas vamos sentar e esperar a boa vontade da diretoria em realizar as mudanças necessárias? NÃO. Temos que cobrar! Mas cobrar como falou Paulo Sérgio. Associando quem pode, debatendo. Não ouvindo a imprensa destrutiva. Criando nossos conceitos e objetivos para o Bahia!

Maurício Guimarães disse...

Parabéns ao Sempre Bahia!Números precisos que demonstram cabalmente algo que não pode ser escondido.

Euclides Almeida disse...

Agradeço a todos pelos elogios à matéria!

Carlos Neves,
Eu sei que a maioria só quer curtir o futebol, aliás era o que eu queria também... o problema é que quem não gosta de política é comandado por quem gosta.

Foi pelo amor que eu tenho ao meu time, que me associei e tenho lutado para vê-lo grande novamente.

Ah... eu vi a citação de Márcio Martins em relação à matéria do SEMPRE BAHIA e agradeço ao competente radialista que sempre foi muito respeitoo com a minha pessoa e com o nosso trabalho.

Antonio Fagundes disse...

Caro Amigão Euclides bom dia!
Estou muito triste com a derrota do nosso time. porém quem tem 43 titulos isso é bobagem o que queremos e subir o time pra primeirona. Estamos com saudade de bater em cachorro grande. Somos de primeira nossa torcida é de primeira.
Vamos exigir dos dirigentes time de primeira para subir.
Fique na paz.
Abraços,
Poeta Antonio Fagundes

Cássio Nascimento (KCT) disse...

Faltou colocar a taxa de crescimento anual (ou da década) dos clubes. O vice estaria anos luz à nossa frente noa anos 90. abs

Delson Alcantara disse...

Essa história de se associar ao clube não vai dar certo enquanto não houver democratização. Se hoje o "bora bahêa" e o "Bahia vip" fossem categorias de sócios com direito a voto certamente haveriam muito mais sócios no clube, mas claro que não é de interesse deles abrir o clube e so os mais abastados tem condições de se associar e ir aos jogos do tricolor. Acho que a melhor forma de protesto é boicotar os jogos e acho que não será difícil pois com esse alto valor a torcida involuntariamente vai fazer esse boicote, ai eu quero ver se eles vão continar com esses desmandos. Por que hoje a torcida so serve para pagar a conta e mais nada, cobrar de crianças, não rever o valor dos ingressos em determinados jogos, não ter meia entrada, etc. Todos são contra mais nada podemos fazer( e me refiro até aos sócios que se vangloriam aqui no blog) há não ser boicotar. Com o coração partido eu não vou na estréia e não vou enquanto o valor cobrado for de R$30,00.
Saudações Tricolores!

Marcão Tricolor disse...

Euclides:

A menção do seu nome pelo setorista do Bahia, nada mais é do que a consequência do emprego de forças seu e de Pedro, que tratando o Bahia com a seriedade que merece, vem abrindo espaço aos torcedores para exporem seus pensmentos, livres das amarras e censuras que a própria imprensa impõe aos que pensam livremente.

Espero que com essa "evolução" do radialista, que você menciona ter sido sempre respeitoso com sua pessoa, este sr. venha a tratar a torcida do Bahia com mais respeito, assim como PARE a perseguição que vem fazendo à diretoria que lá está.

Se não houve prejuízo advindo dos comentários deste repórter, também não houve nenhuma ajuda trazida pelo mesmo.

Espero que na série B, pelo menos o mesmo se esforce para ser imparcial, e deixe o Bahia caminhar!!!