domingo, 15 de fevereiro de 2009

"Indo pra PituAÇO de bermuda e camiseta..."





Hoje acordei com um saudosismo danado... também, pudera, sonhei que eu estava assistindo meu Baêa jogando na velha Fonte Nova contra o Fluminense.

12 de fevereiro de 1989, estádio completamente lotado, mais de 110.000 fanáticos tricolores empurravam o Esquadrão de Aço de olho numa possível final de campeonato brasileiro, coisa que não acontecia desde 1959...

O Fluminense saiu na frente com Washington aproveitando uma falha de Newmar, substituto de João Marcelo. Um certo clima de tensão pairou no ar... num momento de lucidez, olhei para meu pai e meu irmão e disse: "nós somos o melhor time do campeonato e temos Bobô. Calma..."

Proféticas palavras! 12 minutos depois, Tarantini levanta na área e Bobô sobe, para no ar a lá Dadá Maravilha e coloca no fundo do gol de Ricardo Pinto. GOOOOOOLLL!! É o empate tricolor!! Explosão nas arquibancadas. Festa, alegria e lugar, que era bom, uma altura dessas não mais existia. Passamos todo o final do primeiro tempo em pé...

No intervalo, a voz da torcida era uníssona: "ia dar pro Bahia virar". Tinha que dar!!

Aproveitamos que muita gente subiu para tomar uma gelada e conseguimos voltar a sentar na arquibancada. Mas foi por pouco tempo, pois, logo aos 10 minutos do segundo tempo, Gil Sergipano usa a canhota para colocar o Bahia na tão sonhada final!! É GOOOOLLLL!!! O resto do jogo foi só: "Baêêaaaaaa" e "Somos da turma tricolor..."

Uma das mais memoráveis partidas da Fonte Nova. Recorde de público e eu estava lá!! Eu, meu pai e Euclides! Todos juntos comemorando o Bahia numa final de Brasileiro!!

Acordei ainda sob o efeito daquele sonho que fez parte da minha vida. Lembrei que meu pai sempre cantava: "indo pra Fonte Nova de bermuda e camiseta, êta... êta Bahia porrêta!"

Olhei pela janela, vi um sol maravilhoso brilhando lá fora e pensei: "hoje tem Bahia!! Não é a Fonte, mas é um estádio onde o Bahia disputou 3 jogos e ganhou os 3. Fez 12 gols e NÃO TOMOU NENHUM... Não é uma semi-final de brasileiro mas é um momento muito imprtante na vida do meu time do coração. É um momento de retomada da auto-estima.

Levantei feliz da vida, tomei aquele bom e velho banho, me enxuguei com toalha branca, coloquei o tradicional unforme (cueca vermelha, meia branca, bermuda vermelha com listras azul e brancas, camisa do Baêa e meu gorro tricolor da sorte que usei na campanha da subida da série C pra B) e fui, com minha namorada pé-quente (ela estava na estréia do Baêa em PituAÇO) comprar os ingressos para Bahia x Feirense...

Indo pra PituAÇO de bermuda e camiseta, êta.. êta Bahia porrêta! Bóra, BaêêÊÊAAAA!!!

BAHIA x FEIRENSE

Bahia
Fernando,;
Patrício, Alison, Nen e Rubens Cardoso;
Leandro, Léo Medeiros, Ananias e Hélton Luiz;
Beto e Reinaldo Alagoano.
Técnico: Alexandre Gallo

Feirense
Marcelo Augusto;
Ueider, Valdo, Paulo Ricardo e Gel;
Nildo, Germínio, Manoel e Marcos Neves;
Jaiminho e Ricardinho.
Técnico: Duzinho

Data: 15/02/2009 (domingo)
Horário: 17h
Local: estádio Pituaçu
Árbitro: Jailson Macedo Freitas (BA)
Auxiliares: Adson Márcio Lopes Leal (BA) e Belmiro da Silva (BA)

6 comentários:

Charles Bronson disse...

passe=i aqui antes do jogo mas vou comentar mesmo é sobre a goleada de daqui a pouco!! Baêêêaaaa!!

Anônimo disse...

pena q eu não estava lá... só tinha 4 anos na época.. hahaha!! Mas o importante é que tenho 2 estrelas!!

Maurício Guimarães disse...

Poética recordação! Muito bonito, Pedro!

Maurício Guimarães disse...

Poética recordação! Muito bonito, Pedro!

Taís Martorelli disse...

Com muito prazer, eu acompanhei o meu amorzão e compramos os ingressos...
Já tinha gente lá...já sentiamos que o jogo ia prometer!
E GANHAMOS! Nada melhor do que mulher e futebol, né amor? heheh!
Eita homem de sorte, ao quadrado!
heheh!

Bora bahêAAA!

Marcos disse...

Fiquei arrepiado ao ler suas recordações cara, muito bom. Repetiremos este feito brevemente.
A diretoria tem que fazer uma homenagem aqueles heróis de 88.